Contatos

(.11) 2983-8003

(11) 96752-3225

Rua Major Dantas Cortez, 102 - São Paulo, SP 0266-000

©  2019 por Cirúrgica Tucuruvi Ltda

Formas de Pagamento

Doenças reumáticas sistémicas (DRS)

Conheça as doenças reumáticas sistêmicas. Atingem, sobretudo, adultos jovens e são potencialmente graves.

O que são doenças reumáticas sistêmicas?

 

São um conjunto heterogêneo de doenças e síndromes, como o lúpus eritematoso sistêmico, a síndrome de Sjogren, a esclerose sistêmica, a polimiosite/dermatomiosite e o extenso grupo das vasculites.

 

Atingem sobretudo adultos jovens e têm, em alguns casos, prognóstico grave.

 

Qual é causa destas doenças?

 

A causa íntima destas doenças não é conhecida, mas presume-se que resultem da interação entre fatores genéticos e agentes ambientais não identificados.

Nestas doenças há um defeito do sistema imunitário que se associa à presença de anticorpos nucleares e outros auto-anticorpos no soro e a lesões inflamatórias em diversos órgãos e sistemas.

 

Quais são os fatores de risco?

 

Estas doenças são, no geral, mais freqüentes nas mulheres. No entanto, algumas se caracterizam por surgir mais na população masculina, como é o caso da síndrome de Behcet, a poliarterite nodosa e a granulomatose de Wegener.

 

Aparecem habitualmente nos adultos jovens, entre os 30 e os 40 anos de idade.

 

Algumas vasculites, como a doença de Kawasaki e a púrpura de Schönlein-Henoch e uma parte das miopatias inflamatórias, ocorrem na idade infanto-juvenil.

 

Quais são os sintomas?

 

As doenças reumáticas sistêmicas formam um grupo muito heterogêneo, com poucas características comuns no que concerne à forma de apresentação, evolução clínica e tratamento. Os sintomas são, em geral, vagos e só raramente permitem o diagnóstico imediato.

 

A maioria dos doentes refere:

 

  • Queixas musculoesqueléticas discretas, como poliartralgias, dores e/ou fraqueza muscular;

  • Sintomas gerais, como febre, anorexia, mal-estar, fadiga e adinamia (prostração).

 

Como se tratam?

 

O tratamento varia de doença para doença, orientando-se pelo grau de gravidade. Estas doenças são potencialmente graves.

 

Em todas o prognóstico é mais favorável se o diagnóstico for precoce e a terapêutica adequada.

 

Fonte:
Direção-Geral da Saúde

 

Leia mais sobre: