Artropatias microcristalinas

As artropatias microcristalinas causam, frequentemente, disfunção renal. A população masculina é a mais afectada.

O que são artropatias microcristalinas?

 

São um grupo de doenças cujas manifestações clínicas e alterações patológicas se devem à deposição de cristais minerais nos tecidos musculoesqueléticos.

São causa frequente de disfunção renal.

Há vários tipos de artropatias, entre as quais se destaca a gota úrica.

O que é a gota úrica?

 

É uma doença que resulta da deposição de cristais de monourato de sódio nos tecidos, devida à supersaturação dos fluidos extracelulares em ácido úrico.

 

A situação pode ser assintomática ou causar artrite aguda ou crónica, nefropatia com insuficiência renal e urolitíase.

 

Quais são os fatores de risco?

 

A gota úrica é uma consequência da hiperuricémia. Esta pode dever-se a uma produção excessiva de ácido úrico ou a uma deficiência na sua excreção. Estão identificadas diversas causas:

 

  • Insuficiência renal;

  • Desidratação;

  • Estados de acidose;

  • Hipertensão arterial;

  • Hiperparatiroidismo;

  • Uso de fármacos, como diuréticos, ciclosporina A, pirazinamida, etambutol e salicilatos em doses baixas.

 

As pessoas com maior risco de desenvolver gota úrica são as que:

 

  • Consomem grandes quantidades de purinas na dieta, associadas ao consumo de proteínas animais;

  • Ingerem álcool em excesso;

  • Usam fármacos como as tiazidas e alguns tuberculostáticos;

  • Têm compromisso da função renal;

  • Apresentam desidratação ou acidose;

  • Têm risco de exposição a nefrotóxicos como o chumbo;

  • Sofrem de doenças hematológicas com produção celular excessiva.

 

Quem são os indíviduos mais afetados pela gota úrica?

 

A gota úrica primária é muito mais frequente nos homens. Nas mulheres, praticamente só surge após a menopausa.

 

Como se diagnostica?

 

O diagnóstico definitivo das artropatias microcristalinas baseia-se na identificação dos cristais típicos.

 

Na gota úrica o diagnóstico precoce é importante, pois o tratamento adequado, incluindo o controlo da hiperuricémia, é eficaz na prevenção de complicações da doença.

 

Qual é o tratamento da gota úrica?

 

O tratamento tem por base medidas gerais e terapêutica hipouricemiante. Entre as medidas gerais estão:

 

  • Tratamento da obesidade – emagrecimento;

  • Tratamento das alterações metabólicas associadas - exemplo diabetes, dislipidémias;

  • Redução da ingestão de alimentos ricos em purinas e de bebidas alcoólicas.

 

O tratamento hipouricemiante é necessário quando:

 

  • A hiperuricémia é superior a 11 miligramas por decilitro;

  • Há acessos de gota;

  • Há nefropatia;

  • Há urolitíase.

 

 

Fonte:
Direção-Geral da Saúde

 

Leia mais sobre:

Contatos

(11)  2983-8003

(11) 96752-3225

Rua Major Dantas Cortez, 102 - São Paulo, SP 02066-000

©  2019 por Cirúrgica Tucuruvi Ltda

Formas de Pagamento